Seguidores

domingo, 27 de fevereiro de 2011

ALMAS PERFUMADAS



São tantas as pessoas importantes em nossa vida...
Por vezes nos falta tempo ou oportunidade para lembrá-las disso.
Como a oportunidade somos nós que fazemos, e tempo é questão de prioridade, quem sabe seja este o momento de lembrar de alguém que amamos.
Eis belo poema de Ana Jácomo para sua avó Edith:
Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda. De flor quando ri.
Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça. Lambuzando o queixo de sorvete. Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher.
O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver.
Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul.
Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis.
Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo. Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso.
Ao lado delas, pode ser abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.
Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra.
Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza.
Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria. Recebendo um buquê de carinhos. Abraçando um filhote de urso panda. Tocando com os olhos os olhos da paz.
Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave que sua presença sopra no nosso coração.
Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta. De passeio no jardim.
Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar.
Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos Deus está dançando conosco de rostinho colado. E a gente ri grande que nem menino arteiro.
Costumo dizer que algumas almas são perfumadas, porque acredito que os sentimentos também têm cheiro e tocam todas as coisas com os seus dedos de energia.
Minha avó era alguém assim. Ela perfumou muitas vidas com sua luz e suas cores. A minha, foi uma delas. E o perfume era tão gostoso, tão branco, tão delicado, que ela mudou de frasco, mas ele continua vivo no coração de tudo o que ela amou.
E tudo o que eu amar vai encontrar, de alguma forma, os vestígios desse perfume de Deus, que, numa temporada, se vestiu de Edith, para me falar de amor.

Redação do Momento Espírita com base no texto Almas perfumadas, de Ana Jácomo, constante em seu blog: anajacomo.blogspot.com

fonte google

11 comentários:

Claúdia Luz disse...

Quem ama de verdade ,guarda esse sentimento no coração ... guarda a alma do outro no coração . A carne apodecer o sentimento não,pode ser sentindo quando abrimos nosso coração ... o amor não morrer .

Um dia de muita LUZ !!! Beijos

Dora Regina disse...

Marlene, quem ama de verdade encontra a verdadeira felicidade...
Meu grande abraço!
Bom domingo!!!

Maria disse...

Amiga que maravilha. Quando se tem amor no coração sempre se encontra a felicidade.
Tenha um bom domingo e uma excelente semana.
Beijinhos
Maria

José Vitor disse...

Gosto de vir aqui! Tem gente que traz perfume do céu,faz respingar em nós... aqui... tão distante...

abraços

Cristina disse...

Marlene
Lindo! Você também é uma pessoa na qual transmite amor, aconchego e muita serenidade. Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Obrigada por esses momentos de reflexão! Bjsss

Estela disse...

Oieee Marlene
passando para ver seu blog de luz.....
Adoro seu cantinho com mensagens de reflexão.
Obrigada pela sua visita no meu blog
Fiquei feliz com sua passagem
beijinhos
Estel@

Denise disse...

Marlene, querida, q lindo poema de amor. E isso é certo, tem gente q marca a nossa vida de uma maneira tão pura, sincera e gostosa, q o sentimento ganha cheiro, cor, sabor. Minha avó tb foi uma dessas pessoas e curiosamente se chamava Edith. Mas por sorte tiveram outras pessoas q hoje não caminham mais ao meu lado, embora continuem na matéria, mas q tiveram esse mesmo cheiro. Marlene, uma ótima semana para vc. Muita paz!

Simplecidade de Maria disse...

Oi querida fiquei tão feliz com sua visita que vim logo retribuir e agradecer e é isso o que eu gosto e admiro eu passo aqui... seu cantinho e muito lindo deixa muita paz eu me sinto iluminada quando visito esses cantinhos cheio de luz!! seja muito bem vinda...grande beijo no seu coração.

Alma Aprendiz disse...

Olá amiga!
Que lindo poema!
Esse poema que fala sobre o amor,nos convida à reflexão e nos diz que quando amamos,enxergamos em cada criatura um irmão a ser abraçado,um amigo a ser afagado.
Beijosssssssss

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Debora RochaƸ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Vim agradecer sua visita e também os elogios, dizer que sempre será bem-vinda e também queo seu blog é inspirador... acalma alma e nos faz ter vontade de ler todas as mensagens. Obrigada por me adicionar entre seus amigos estou a te seguir também. Muito obrigada. Gostei muito!! Beijos... Debora

CLAUDIA disse...

Olá querida Marlene!
Seu Blog, emite luz tem perfume e suavidade.
Me desculpa a demora na visita,você esteve em meu Blog,e agora estou aqui querida,me perfumando em seu cantinho de Luz.
Estava lendo e eu fiz um vídeo para uma de minhas filhas, exatamente com essa poesia,além de ser linda por fora,ela emana o perfume que carrega em sua alma,que ela diz que não tem nada de nova.
Estou te seguindo querida,amei seu cantinho de Luz,estou levando comigo um pouco do seu perfume e deixando um pouco do meu aqui.
Bjos em seu coração com cheirinho de jasmin.
Devlessa Araklam Tume !
(É com Deus que te encontro!)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...