Seguidores

segunda-feira, 17 de março de 2014

CHAMAMENTO AO AMOR


CHAMAMENTO  AO  AMOR
“... E à ciência temperança, e à temperança paciência e à paciência piedade.”
– Pedro. (II PEDRO, 1: 6.)
Aprender sempre, instruir-nos, abrilhantar o pensamento, burilar a palavra, analisar a verdade e procurá-la são atitudes de que, efetivamente, não podemos prescindir, se aspirarmos à obtenção do conhecimento elevado; entretanto, milhões de talentosos obreiros da evolução terrestre, nos séculos que se foram, esposaram a cultura intelectual, em sentido único, e fomentaram opressões que culminaram em pavorosas guerras de extermínio.
Incapazes de controlar apetites e paixões, desvairaram-se na corrida ao poder, encharcando a terra com o sangue e o pranto de quantos lhes foram vítimas das ambições desregradas.
Toda grandeza de inteligência exige moderação e equilíbrio para não desbordar-se em devassidão e loucura.
Ainda assim, a temperança e a paciência, por si só, não chegam para enaltecer o lustre do cérebro.
A própria diplomacia, aliás sempre venerável, embora resida nos cimos da suavidade e da tolerância, pelos gestos de sobriedade e cortesia com que se manifesta, em muitos casos não é senão a arte de contemporizar com o rancor existente entre as nações, segurando, calma, o estopim do ódio e da belicosidade para a respectiva explosão, na época que julga oportuna a calamitosas conflagrações.
O apontamento do Evangelho, no entanto, é claro e preciso.
Não vale a ciência sem temperança e toda temperança pede paciência para ser proveitosa, mas para que esse trio de forças se levante no campo da alma, descerrando-lhe o suspirado acesso aos mundos superiores, é necessário que o amor esteja presente, a enobrecer-lhes o impulso, de vez que só o amor dispõe de luz bastante para clarear o presente a santificar o porvir.
XAVIER, F. C. Palavras de Vida Eterna, pelo Espírito Emmanuel. 8. ed., Minas Gerais: CEC, 1986. (Capítulo 121)
Postado por Marlene de goes
 
 
 
 
 

7 comentários:

Beatriz Bragança disse...

Querida marlene
Tudo aquilo de que necessitamos está intimamente ligado ao amor.
Um belo texto!
Obrigada por partilhar.
Beijinho
Beatriz

Élys disse...

É necessário nunca esquecer que só o amor nos conduzirá à Luz.
Marlene, querida amiga,
Beijos,
Élys.

Maria Rodrigues disse...

Marlene, linda reflexão.
No amor reside a essência da vida.
Beijinhos
Maria

Luconi Marcia Maria disse...

Marlene querida um belíssimo texto, só o amor nos dá força suficiente para seguirmos o caminho e este caminho só se tornará belo se ao atravessá-lo nós tivermos atitudes filhas do amor, beijos Luconi

✿ chica disse...

O amor é um lindo chamamento.Atender ao chamado é preciso! Lindo dia, tuuuuuuuuuudo de bom,beijos,chica

Vera Lúcia disse...


Olá Marlene,

Muito interessante o texto. Fiquei aqui pensando na grande verdade dita referente à diplomacia ("em muitos casos não é senão a arte de contemporizar com o rancor existente entre as nações..."). Sem amor, nada se constrói.

Belos dias.

Beijo.

Ilca disse...

Querida amiga Marlene,
Obrigada por compartilhar um texto tão lindo e reflexivo!
Importantíssimo para o nosso aprimoramento.
Só o amor constrói para a eternidade!
Beijo grande.

Paz e luz !!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...